A propósito do Dia dos Irmãos (que eu nem sei se sempre é hoje)

Como gosto de rimas, aqui ficam umas para os meus manos neste dia dos irmãos (seja ele qual for, porque há tantos que eu não sei qual é que vale)

Há muito tempo éramos 4
Numa casinha em Cascais
4 pernas da mesma mesa
4 elementos da natureza
4 pontos cardeais

Fomos os primeiros inimigos
Mas vivemos como um gangue
4 Beatles à estalada
4 Fantásticos à gargalhada
4 partes do mesmo sangue.

Foram muitas aventuras
e mais foram as confusões
Uma cruz de 4 pontas
Em matemática as 4 contas
Somos as 4 estações

O passado fez-nos quem somos
O Futuro está na nossa mão
Somos um baralho de 4 naipes
4 Ninjas cheios de vaipes
As 4 câmaras do coração

Entretanto passamos a 7,
Irmãos nunca são demais
7 dias, 7 cores
7 anões trabalhadores
7 notas musicais

Somos sempre espectaculares
Mesmo quando afiamos os dentes
Somos 7 maravilhas
7 é o número das manilhas
Até já são 7 os continentes

Somos mais fortes todos juntos
Uma família da modernidade
7 virtudes, 7 pecados
7 mares agitados
7 colinas numa cidade








Comentários

  1. O dia dos irmãos em Portugal é mesmo o 31 de Maio, para anteceder ao dia da Criança.

    ResponderEliminar
  2. Tem assim tantos irmãos? Uau! O poema é muito bom!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Se também acha que, diga aqui: